Livraria Cultura no Conjunto Nacional

Livraria Cultura no Conjunto NacionalA Livraria Cultura é uma livraria brasileira, fundada em 1947 por Eva Herz (1912-2001) na cidade de São Paulo, mais especificamente na Rua Augusta.

Conta com mais de dois milhões de títulos em seu catálogo e está presente em algumas das principais cidades do Brasil, com grande variedade de materiais em diversos idiomas. Dispõe também de loja on-line, com serviço de entrega para todo o país e exterior .

Livraria Cultura no Conjunto Nacional

As instalações no Conjunto Nacional, em São Paulo, onde a Cultura está desde 1969, ocupam o espaço em que funcionava o tradicional Cine Astor.

A loja, inaugurada em maio de 2007, é a maior livraria do país, com 4.300 metros quadrados de área distribuídos por três pisos. Quando esta nova unidade foi aberta, os antigos quatro pontos da Cultura que ficavam espalhados pelo Conjunto foram fechados.

Em dezembro de 2007, porém, um deles foi reaberto. O local foi totalmente reformado para abrigar exclusivamente o setor de Artes.

Em setembro de 2008, outro foi reaberto para inauguração de uma loja com conceito inédito de varejo customizado. Batizada de Companhia das Letras por Livraria Cultura, a loja vende somente livros dessa editora (o catálogo tem mais de 2,5 mil títulos), mas toda a administração, atendimento e comercialização são feitos pela Cultura.

Em junho de 2009, mais um antigo ponto foi reaberto com o mesmo conceito de varejo customizado: Instituto Moreira Salles por Livraria Cultura. E, em novembro, a terceira loja com o mesmo conceito foi inaugurada: Record por Livraria Cultura

Complexo Cultural Livraria Cultura no Conjunto Nacional

Dentro da Livraria Cultura é situado o Teatro Eva Hertz para 166 pessoas e no Conjunto Nacional, além dos pontos da Livraria, ainda é localizado o Cine Livraria Cultura com duas salas de cinema, onde ambas integram o Circuito Cinearte de exibição, de Adhemar Oliveira e Leon Cakoff.

História da Livraria Cultura

Eva Herz, fundadora da Livraria Cultura e mãe do atual presidente da rede, teve a ideia de abrir um serviço de aluguel de livros na sala de sua própria casa, no bairro dos Jardins, na capital paulista.

Para fugir da perseguição nazista, a família havia deixado Berlim, em 1938 e precisava encontrar formas de aumentar o orçamento.

Em 1950, Eva resolveu incrementar o negócio e, além de alugar os livros, passou a vendê-los. Nessa época seu nome já se firmava entre as mães da cidade, que enviavam os filhos à livreira não só para que alugassem ou comprassem exemplares mas também para que se aconselhassem sobre leituras.

Em 1969, ela abandonou o serviço de aluguel e passou a tocar apenas a livraria, então instalada num sobrado na rua Augusta, onde as duas salas da frente serviam de loja e a parte de trás de residência para a família.

No mesmo ano, Pedro Herz assumiu a gestão dos negócios e realizou o sonho da mãe de instalar-se em um lugar mais amplo, no Conjunto Nacional.

Foi nesse endereço que a empresa sedimentou o perfil que a tornou conhecida: uma grande livraria, com qualidade, variedade e bom atendimento.

A Livraria Cultura completou 64 anos de atividades em 2011. Atualmente, a Livraria conta com três unidades com conceitos diferenciados (de varejo customizado), uma com acervo especializado em livros de arte e 11 unidades tradicionais – quatro em São Paulo, uma em Campinas, duas em Brasília, uma em Porto Alegre, outra no Recife, uma em Fortaleza e uma em Salvador. 

A Cultura conta com mais de 1,5 mil funcionários e é um tradicional ponto de encontro de intelectuais e leitores, a Cultura é palco de concertos, shows, noites de jazz, palestras, cafés filosóficos e noites de autógrafos em todas as cidades onde está instalada. 

Outro ponto forte da Livraria Cultura é a diversidade de seu catálogo, que conta com mais de 3 milhões de títulos de livros, além de CDs, DVDs, games, revistas e uma linha de produtos exclusivos.

Em 2010, começou a comercializar também eBooks e Audiobooks em seu site. As lojas também estão sempre atualizadas em todas as áreas, tanto no que diz respeito a publicações nacionais quanto a importadas. O acervo de cada uma tem, em média, 150 mil títulos. 

História do Conjunto Nacional

O conjunto começou a ser construído em 1952, após a decisão do empresário judeu argentino José Tjurs de edificar uma grande construção na Avenida Paulista - a qual, até então, possuía caráter predominantemente residencial.

A galeria proposta no Conjunto Nacional transformou-se em um paradigma arquitetônico para projetos de edifícios similares na área central de São Paulo durante a década de 1950.

Leia mais sobre o Conjunto Nacional: http://www.encontrabelavista.com.br/bela-vista/conjunto-nacional-na-bela-vista.shtml

Horário de Funcionamento:
Segunda a Sábado - 9h às 22h
Domingos e Feriados - 12h às 20h

Livraria Cultura no Conjunto Nacional
Endereço:
Avenida Paulista, 2073 - Bairro Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3170-4033

Site Oficial: www.livrariacultura.com.br







  Sobre o EncontraBelaVista
Fale com EncontraBelaVista
Anuncie no EncontraBelaVista
Cadastre sua Empresa no EncontraBelaVista (grátis)



Termos EncontraBelaVista | Privacidade EncontraBelaVista


Bandeira da cidade de São Paulo