Plano prevê demolição de viaduto na Bela Vista

Um projeto de requalificação urbana elaborado a partir das ideias dos moradores do bairro Bela Vista, no centro de São Paulo, quer reconstruir o trecho que é o “coração” do bairro: a avenida 9 de Julho e a praça 14 Bis. A maior das intervenções propostas é a demolição do Viaduto Plínio de Queirós, em cima da praça. O plano é transferir o corredor de ônibus dali para uma via subterrânea de 800 m passando por baixo da praça.

Ainda não há orçamento estimado para a execução da obra. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano afirma que foi procurada para apresentação do projeto e algumas reuniões foram realizadas. Diz ainda que “uma análise preliminar indicou que a proposta merece uma avaliação mais profunda”.

Um dos objetivos é deixar a parte da avenida 9 de Julho que fica na região central da cidade no “modelo Jardins”. Do outro lado da avenida Paulista, já no bairro residencial, a via é bem mais conservada, com canteiros centrais organizados, muitas árvores e uma faixa exclusiva para ônibus que funcione. Adriana Levisky, arquiteta responsável pelo projeto, falou sobre o projeto.

– O corredor de ônibus da 9 de Julho é central na parte Jardins. Na Bela Vista, perto do viaduto, passa a ser lateral por dois quilômetros, dividindo espaço com os carros.

Divisão





Um dos argumentos apresentados no projeto da arquiteta é que o Viaduto Plínio de Queirós é uma “barreira urbana” que divide o bairro. Derrubá-lo seria a única alternativa para integrar a Bela Vista com uma de suas regiões mais simpáticas e visitadas, o Bexiga.

– Já tivemos um retorno da Prefeitura falando que, tecnicamente, do ponto de vista da engenharia de tráfego e do transporte público, essa demolição é possível.

Com a demolição do viaduto e a eliminação das vagas de estacionamento, o trecho no centro da 9 de Julho ganharia uma faixa de rolamento a mais em cada lado.

Outro problema urbanístico e social da região que a comunidade quer tentar resolver é a própria 14 Bis, hoje com pouca ou nenhuma utilidade aos moradores – coberta pelo viaduto e cheia de grades, é tomada por “noias” e moradores de rua quase o dia inteiro.

A Praça 14 Bis é conhecida por ser vítima antiga e recorrente das enchentes do verão. A construção do piscinão e a reforma das galerias da 9 de Julho são um projeto da Prefeitura que nunca saiu do papel e continua sem data para sair. A licitação já foi suspensa duas vezes, em 2005 e 2009, uma delas por irregularidades constatadas pelo TCM (Tribunal de Contas do Município). Neste ano, foi cancelada e não há mais prazo para nova licitação. A Prefeitura afirma que “a solução para o problema de drenagem na Praça 14 Bis é objeto presente de avaliação”.

Fonte: O Estado de S. Paulo





Deixe seu comentário

[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive] [an error occurred while processing this directive]