Suspeito de balear estudantes da FGV nega crime

O segundo suspeito de matar um estudante e balear outro em um bar no bairro da Bela Vista, Valmir Ventino da Silva, 19, preso na noite de sábado (5) em Cascavel (PR), foi apresentado na tarde deste domingo à imprensa, em Curitiba (PR), e negou ter envolvimento com os crimes.

No entanto, o responsável pelo inquérito do caso, delegado Paulo Tucci, do 4º DP (Consolação), disse que Silva admitiu “em conversa informal” ter atirado junto com seu irmão, Francisco Macedo da Silva, 24, que está preso.





De acordo com o delegado, Silva disse que os dois estudantes da FGV (Fundação Getúlio Vargas) olharam para namorada dele e, em seguida, o chamaram de “otário”, o que causou a reação. A versão é a mesma apresentada pelo irmão já preso.

Silva seria transferido ainda hoje para São Paulo, onde a polícia irá ouvi-lo sobre o crime, que terminou na morte de César Grimm Bakri, 22, e ferimentos em Christopher Tominaga, 23.

O delegado Renato Coelho de Jesus, do COPE (Centro de Operações Policiais Especiais, unidade da polícia paranaense), disse que denúncia anônima indicou que o suspeito fez viagem em ônibus de sacoleiros para a região de Foz do Iguaçu (PR) dois dias após o crime.

Fonte: R7





Deixe seu comentário

[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive] [an error occurred while processing this directive]